5 dicas para não ter prejuízo na hora de comprar um carro usado em leilão

Está pensando em comprar um carro usado em leilão? Então você precisa ler esse artigo, pois vai encontrar nele dicas que vão te ajudar a não ter prejuízo na compra de um carro usado em leilão. Mas o que será que atrai, cada vez mais, pessoas para leilões de veículos realizados pelo Detran, Receita Federal e até mesmo pelas seguradoras e financeiras?

Certamente a resposta passa pelos preços bem abaixo do mercado que são praticados e nas vantagens da pessoa comprar um carro usado em leilão. É fácil encontrar nos leilões de carros usados descontos de até 60%. Mas para que sua compra seja realmente uma vantagem, você precisa ficar atento. E vamos te ajudar com isso.

5 dicas para não ter prejuízo na hora de comprar um carro usado em leilão

Vamos então as dicas para que você faça um excelente negócio em um leilão de carros usados. Não tente comprar um carro usado em leilão antes de ler com atenção cada uma dessas dicas.

5 dicas para não ter prejuízo na hora de comprar um carro usado em leilão

1- Não pague taxas de serviços anteriores a compra

Fique atento, você vai precisar reservar o dinheiro para pagar o carro (num leilão, geralmente, o pagamento é a vista) e ainda ter dinheiro para outras taxas cobradas no leilão. Leia o regulamento do leilão com calma para não ter dor de cabeça depois.

O Idec ressalta que o consumidor não deverá pagar por outros serviços, como débitos do antigo dono do automóvel, taxas de reboque e diárias do depósito.

“O consumidor deve arcar com o valor do veículo – que fica geralmente entre 10 e 20% abaixo do valor de tabela – e mais os 5% do leiloeiro”, explica o advogado do Idec, Guilherme Varella.

 

2- Cuidado com os reparos que precisam ser feitos no veículo

Você não pode ligar o veículo antes do leilão. E isso dificulta um pouco as coisas. Se possível, leve com você um mecânico experiente que possa olhar e te ajudar a detectar algo de errado no carro, para que o barato não saia muito caro.

Observe a pintura, lataria, pneus, vidros, chassi e demais acessórios. É essencial anotar todas as observações, pois às vezes, no dia do leilão não será possível ver o veículo e isso pode causar transtornos. Tire fotos também, pois pode ter ocorrido algum acidente com o carro após a sua visita ao pátio reservado ao leilão.

3- Evite carros importados nos leilões

E não somente carros importados. Evite carros que tem pouca saída nas concessionárias. Isso quer dizer que você terá dificuldades em encontrar peças de reposição e isso pode muito bem ser necessário em um carro que está sendo negociado em um leilão.

Pense assim… Quanto menos daquele carro rodando nas ruas, menos vontade as pessoas tem em ter um carro daquela marca, menos peças de reposição são fabricadas e mais difícil será, um dia, se desfazer do veículo.

4- Cuidado com automóveis muito velhos

Veículos com menos de 6 anos de uso costumam dar menos problemas mecânicos. Enquanto veículos mais velhos têm tendência a dar mais problemas na inspeção veicular obrigatória, e isso se traduz em prejuízo.

Então fique dentro dessa ideia de ter um carro usado compra em um leilão, mas com menos de 6 anos de fabricação.

5- Verifique o histórico do leiloeiro

A idoneidade do leiloeiro é crucial para se participar de um leilão de carros usados. Se você tiver dúvidas sobre o histórico da empresa, pode procurar informações na junta comercial.

E não se esqueça, a internet está ai para ser usada. Então pesquise muito e faça perguntas nas redes sociais pela idoneidade da empresa para poder participar com tranquilidade.

Dica extra

Aprenda também a entender a cabeça dos vendedores e como eles agem na hora da compra e da venda de um carro usado. Para isso clique aqui e veja essa dica de um especialista no assunto.

E você, tem alguma dica ou experiência para contar sobre compra de veículos usados em um leilão? Se tiver, deixe nos comentários.

2 comentários

Deixe um comentário